Mauro: Flamengo teve atuação ridícula, mas o campeonato se fez em 38 jogos | Central do Fla
Siga nas redes sociais

Futebol

Mauro: Flamengo teve atuação ridícula, mas o campeonato se fez em 38 jogos

Publicidade

Flamengo conquistou o título brasileiro pela segunda temporada consecutiva, mas de uma forma que não era a mais esperada pelo torcedor rubro-negro, que viu seu time perder para o São Paulo por 2 a 1 no Morumbi e precisou secar o Internacional nos minutos finais do jogo com o Corinthians para, enfim, comemorar.

No podcast Posse de Bola #103 , Mauro Cezar Pereira afirma que a atuação do Flamengo diante o São Paulo foi constrangedora, mas diante de tantas oscilações de outros times ao longo da competição, o jornalista ressalta que o time comandado por Rogério Ceni acabou sendo o merecedor do título pelo que fez nas partidas anteriores à derrota no Morumbi.

Publicidade

“A atuação do Flamengo foi ridícula, foi uma atuação constrangedora até de tão ruim, só que o campeonato se faz em 38 rodadas. Constrangedor é não ser campeão, constrangedor é brigar contra o rebaixamento, constrangedor é o Flamengo com um time caro não conseguir brigar pelo título, isso seria constrangedor. Então o título não é constrangedor, mas a atuação foi”, diz Mauro Cezar (no vídeo a partir de 17:27) .

“A atuação foi constrangedora como a de várias outras equipes, por isso o campeão foi campeão em um jogo com derrota e numa atuação patética, porque outros rivais foram também patéticos inúmeras vezes. O São Paulo cansou de ser patético nesse ano, o Internacional foi patético várias vezes também, perdendo, por exemplo, para o Santos na estreia do Abel no campeonato, na Vila Belmiro, o Santos com reservas, Santos reserva que venceu o São Paulo no Morumbi também. Vários foram patéticos, o patético afetou o Grêmio , o Palmeiras, o Atlético-MG , vários foram patéticos em vários momentos, então alguém teria que ser menos patético e acho que foi o Flamengo”, completa.

Publicidade

Na opinião do jornalista, prevaleceu no final a qualidade técnica dos jogadores rubro-negros e a melhora do time com Rogério Ceni no cargo de treinador. Mauro chama a atenção para o fato de que os dois principais campeões da temporada, o Palmeiras na Libertadores , e o Flamengo no Brasileirão, tiveram atuações ruins na partida decisiva.

“Acabou ficando com o campeonato pela qualidade dos jogadores, o time melhorou com o Rogério, embora seja ainda irregular, para mim é bem claro que o time melhorou, ele fez mudanças importantes, ele ousou bastante na formação da equipe, mudou a estrutura do time e o time conseguiu os resultados que levaram ao título, mas a atuação foi horrorosa”, analisa Mauro Cezar.

Publicidade

“Os dois campeões dos títulos mais importantes, um com vitória e um com derrota, mas com atuações muito ruins. A do Palmeiras, que eu critiquei muito aqui, e a do Flamengo ontem, uma atuação ridícula. Eu concordo que a comemoração do título deve haver, óbvio, você ganha o campeonato não é por um jogo, você ganha o campeonato pelo todo, mas aquela atuação contra o São Paulo foi um negócio ridículo, como tomar de 11 a 3 do São Paulo é imperdoável e isso tem que ser discutido dentro do Flamengo”, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

Publicidade

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais YouTube Facebook Twitte r).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify Apple Podcasts Google Podcasts Amazon Music Youtube –neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts .

Fonte: Uol
Publicidade

Facebook Comments
Siga a Central do Flamengo nas redes sociais e fique por dentro de tudo do Flamengo: FacebookTwitterInstagram

Mais em Futebol

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com