Empresário conta detalhes da saída de Arrascaeta do Cruzeiro: "Foi um clima hostil porque tinha seguranças armados" | Central do Fla
Siga nas redes sociais

Futebol

Empresário conta detalhes da saída de Arrascaeta do Cruzeiro: “Foi um clima hostil porque tinha seguranças armados”

Publicidade

Matéria de Venê Casagrande no Jornal O Dia

O Flamengo não poupou esforço financeiro para contratar Arrascaeta em 2019 junto ao Cruzeiro e desembolsou 18 milhões de euros (R$ 79,5 milhões pela cotação da época) para ter o uruguaio, que, na opinião de muitos, já é o maior estrangeiro da história do clube. Os números impressionam: 102 jogos, 30 gols, 33 assistências e oito títulos conquistados, sendo peça fundamental em todos.

Publicidade

O que muita gente não sabe é que a aplicação rubro-negra foi além do alto valor investido. Os bastidores da negociação entre Flamengo, Cruzeiro e Arrascaeta, representado por seu empresário, Daniel Fonseca, poderiam render um livro. E a obra contém episódios interessantes, como a saída do jogador da Raposa “à francesa”, ameaças de torcedores cruzeirenses, viagem ao Uruguai, acordo de cavalheiros, reunião com muitas idas e vindas em uma chácara escura, clima hostil, presença de seguranças armados e muito mais.

Quem conta as histórias é André Cury, um dos principais empresários do futebol mundial e que foi crucial nas tratativas. Em entrevista exclusiva ao Jornal O Dia, Cury, que também participou da ida de Neymar ao Barcelona, destrinchou os dias de tensão entre Flamengo e Cruzeiro e revelou detalhes que pouca gente sabe da negociação envolvendo Arrascaeta.

André Cury revela bastidores quentes da negociação entre Flamengo e Cruzeiro
Publicidade

André Cury revela bastidores quentes da negociação entre Flamengo e Cruzeiro — Foto: Venê Casagrande / O Dia

O INÍCIO DO INTERESSE EM ARRASCAETA

Eu queria te frisar que, em janeiro de 2015, eu ofereço o jogador ao Cruzeiro, viajo ao Uruguai e fizemos a contratação dele para o Cruzeiro, comprando metade do passe dele. Compramos o jogador por 4 milhões de euros, por 50%, foi bem no Cruzeiro, foi vencedor, sempre fez muito boas atuações, foi para a seleção uruguaia e culminou no interesse do Flamengo. Marcos Braz me levou em uma reunião e eu conheci Bruno Spindel. Eles estavam decididos em contratar Arrascaeta. Eu conhecia bem os trâmites do Arrascaeta e fui cuidar da negociação pelo Flamengo. Além de ser vencedora dentro de campo, essa negociação tem uma marca por ser a maior transferência de mercado interno do futebol brasileiro. O Flamengo pagou 18 milhões de euros por 75%. Se calcularmos a proporção, isso vai dar 22,5 milhões de euros por 100%.

FLAMENGO INTENSIFICA INTERESSE

Publicidade

Em novembro, dezembro, (de 2018) começou. Arrascaeta tinha feito partidas decisivas contra o Flamengo, na Copa do Brasil, e isso ficou marcado também. O interesse do Flamengo começou aí. Então, quando Marcos Braz me procurou, sabíamos que era uma negociação muito complicada. Ela se inicia, ao meu ver, equivocada. O empresário abandona o Cruzeiro. Um movimento gigante da torcida do Cruzeiro. O jogador recebeu mais de 240 mil mensagens de torcedores do Cruzeiro no celular do jogador (imagem abaixo). Eles (empresário e Arrascaeta) viajaram para o Uruguai esperando uma resolução. O Cruzeiro não queria mais falar com o Flamengo porque achava que o Flamengo tinha aliciado o jogador. Tivemos que aparar muitas arestas e unir muitos cabos para ter uma solução favorável. Isso construímos entre 4 e 10 de janeiro (de 2019). Voltei para o Uruguai. Bruno Spindel e Fabinho (observador do Flamengo) também estiveram na reunião. Foi uma reunião tensa, com mais de 8 horas. Foi um clima hostil porque tinha seguranças armados. Eles não sabiam de nada e apenas me olhavam. Se eu estava lá para ver o lado do Flamengo ou do Cruzeiro. Depois de oito horas, a gente conseguiu resolver a situação. O resultado está aí.

André Cury crê que Arrascaeta é o maior estrangeiro da história do Flamengo - Venê Casagrande / O Dia

André Cury crê que Arrascaeta é o maior estrangeiro da história do Flamengo — Foto: Venê Casagrande / O Dia

Publicidade

DETALHES DO AMBIENTE HOSTIL

A reunião foi na casa do Daniel (empresário de Arrascaeta). Foi em uma chácara escura dentro de Montevideo, uma rua estranha, com seguranças. Percebemos que tinha muitas pessoas que não faziam parte da negociação que estavam presentes. Quando Arrascaeta foi para o Cruzeiro, algumas coisas não ficaram bem resolvidas. Na hora do almoço, por coincidência, eu encontrei Arrascaeta e disse para ele que teria uma reunião que iria decidir o futuro dele para não deixar igual da outra vez que ele não sabia de nada, nem de pagamentos. Ele me entendeu e se apresentou também à reunião por volta das 6 da noite. Foi curioso porque fazer reunião com a presença do jogador, né… tinha hora que você falava ‘ah o jogador vale isso’ e o cara está ali. Foi incomum para mim, mas foi bom para ele ficar ciente de tudo o que estava acontecendo.

Arrascaeta registrou mais de 246 mil mensagens em seu Whatsapp de torcedores do Cruzeiro o ameaçando - Reprodução
Publicidade

Arrascaeta registrou mais de 246 mil mensagens em seu Whatsapp de torcedores do Cruzeiro o ameaçando — Foto: Reprodução

MAIS DETALHES DO LOCAL DA REUNIÃO

Uma chácara escura, uma rua escura, para entrar na casa andava 150m, um jardim, com muita árvore. Você via que eram pessoas que não eram garçons, eu também não queria perguntar para que estavam ali (risos).

Fonte: O Dia

Facebook Comments
Siga a Central do Flamengo nas redes sociais e fique por dentro de tudo do Flamengo: FacebookTwitterInstagram

Mais em Futebol

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com