Mesmos sem mecenas, Flamengo arrecada cinco vezes mais que o Atlético-MG
Siga nas redes sociais

Finanças

Mesmos sem mecenas, Flamengo arrecada cinco vezes mais que o Atlético-MG

Publicado

em

luiz eduardo baptista o bap ao centro ao lado do presidente rodolfo landim e de gustavo oliveira vice de comunicacao do flamengo

Principais potências do futebol brasileiro nesta temporada, Atlético-MG e Flamengo se enfrentarão no próximo domingo e testarão, em campo, a capacidade de converter dinheiro em resultado esportivo.

Esses clubes têm elencos estrelados e chances de títulos relevantes, mas as semelhanças param por aí. Em termos de trajetória administrativa e financeira, em um retrospecto recente, mineiros e cariocas optaram por modelos diferentes para chegar ao mesmo objetivo.

O Flamengo detém o maior faturamento do futebol nacional, fato que lhe possibilita, há vários anos, comprar e remunerar vários dos melhores jogadores disponíveis no mercado. A arrecadação beira R$ 1 bilhão.

Já o Atlético-MG tem passado por um fortalecimento repentino, causado por dinheiro que não tem origem exatamente em suas receitas, mas na participação de empresários atleticanos, os famosos mecenas.

Investimentos em jogadores
A comparação dos valores investidos por atleticanos e rubro-negros em direitos de atletas, ou seja, em contratações, ajuda a entender os diferentes retrospectos das associações fora de campo.

O Atlético-MG vinha de administração pretensamente austera anos atrás. Em 2017, o investimento em atletas prontos foi mínimo. Mas a história mudaria nos anos a seguir. Particularmente, em 2020, quando os mecenas começaram a colocar dinheiro para dentro da estrutura.

Por outro lado, o Flamengo passou por uma reformulação administrativa e financeira que começou em 2013 e teve seu auge em 2019. Esse processo também está evidente nos números abaixo.

O ge reproduz números coletados por Cesar Grafietti, economista que lidera o estudo sobre as finanças do futebol no Itaú BBA. Eles apontam o dinheiro efetivamente investido por cada clube em direitos de atletas por temporada, ou seja, saídas registradas no fluxo de caixa.

Atlético-MG
2017 – 8 milhões
2018 – R$ 47 milhões
2019 – R$ 31 milhões
2020 – R$ 251 milhões

Flamengo
2017 – R$ 87 milhões
2018 – R$ 135 milhões
2019 – R$ 223 milhões
2020 – R$ 167 milhões
Fonte: Itaú BBA

– Os dois estão em fases diferentes de desenvolvimento. O Flamengo tem um projeto que já deu certo. Pode desandar, mas já deu certo. O Atlético-MG está em um projeto que conta com mecenas, que carrega dívida muito grande, mas que tem ativos não ligados a futebol para ajudar a pagar essa conta. Só vai dar para comparar os dois quando os projetos forem finalizados – analisou Cesar Grafietti.

Porte financeiro
É verdade que Atlético-MG e Flamengo investem quantias igualmente altas em reforços – pelo menos na última temporada e na que está em andamento. E também é verdade que, apesar disso, a capacidade de arrecadar é bastante diferente nesses dois clubes.

No primeiro semestre de 2021, segundo balancete, os mineiros registraram R$ 72 milhões em receitas. Esse valor inclui tudo: direitos de transmissão, patrocínios, associações e transferências de atletas.

Nesse mesmo período, em seis meses, também com base em balancete, os cariocas tiveram R$ 365 milhões em arrecadação. Em comparação com o faturamento atleticano, a diferença é de cinco vezes… e contando.

À medida que entra mais dinheiro no caixa, melhora a capacidade de arcar com salários de jogadores, entre outras despesas do departamento de futebol e do restante do clube. O Flamengo já chegou nesse ponto. O Atlético-MG ainda conta com o patrimônio dos mecenas para ter dinheiro. Logo, precisará elevar sua arrecadação para se tornar sustentável.

– Vejo os dois clubes, de alguma forma, tentando encontrar alternativas de receitas que saiam do óbvio. Eles foram para o fan token, o Flamengo fala em abrir capital da parte que tem no banco digital, quer investir no Tondelo. O Atlético-MG lançou camisa com chip, tem seu NFT. Eles têm uma visão de que o futebol precisa ampliar o leque de receitas. Nisso, são semelhantes – comparou Cesar Grafietti.

Fonte: GE [Rodrigo Capelo]

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Finanças

Justiça autoriza penhora de mais de R$ 100 milhões contra o Flamengo

Publicado

em

landim

O Flamengo sofreu uma penhora, na noite da última sexta-feira, no valor de R$ 126.998.514,57. A punição é referente a uma dívida com o Banco Central do Brasil (Bacen). As informações são do site “Esporte News Mundo”.

Inicialmente, a dívida era de R$ 38.367.280,00. O valor é referente a uma multa aplicada por supostas irregularidades no registro dos valores de negociações internacionais de jogadores entre 1993 e 1998. A decisão é do juiz federal Vladimir Santos Vitovsky, da 9ª Vara Federal de Execução Fiscal da Justiça Federal do Rio de Janeiro (JFRJ).

A derrota do Flamengo no processo foi em segunda instância. O time rubro-negro ainda pode recorrer da decisão.

Fonte: O Dia

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Finanças

Flamengo deixa de ganhar ‘bolada’ de dinheiro com vice da Libertadores; veja

Publicado

em

51708857706 7ce3569785 k

A derrota do Flamengo na prorrogação da final da Libertadores por 2 a 1 para o Palmeiras, em Montevidéu, no Uruguai, não foi ruim apenas desportivamente. Pensando nos cofres, o clube perdeu a chance de faturar mais 15 milhões de dólares, cerca de 84 milhões de reais, na decisão.

Com o vice-campeonato, Rubro-Negro ficou com 6 milhões de dólares, cerca de 33 milhões de reais. Somando toda a receita na competição, o Flamengo fecha sua participação na Libertadores 2021 com 13,55 milhões de dólares, cerca de 73 milhões de reais. Em caso de título, esse valor poderia ter chegado a 124 milhões de reais.

A premiação de campeão teria impulsionado e ajudado o clube a alcançar uma marca histórica na temporada: fechar 2021 com receitas de R$ 1 bilhão, valor aprovado pelo Conselho de Administração em orçamento para o ano. Além das premiações, o clube teve aumento nas receitas com marketing.

Entenda abaixo como funciona o sistema de premiação da Libertadores:

Fase de grupos: US$ 3 milhões (R$ 16 milhões)
Oitavas de final: US$ 1.05 milhão (R$ 5 milhões)
Quartas de final: US$ 1.5 milhão (R$ 8 milhões)
Semifinal: US$ 2 milhões (R$ 11 milhões)
Vice-campeão: US$ 6 milhões (R$ 33 milhões)
Campeão: US$ 15 milhões (R$ 84 milhões)

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Finanças

Vendas rendem quase R$ 200 milhões ao Flamengo, que gastou pouco com ‘trio da Premier League’

Publicado

em

51641672517 57442e1368 k

Divulgado o balancete referente ao terceiro trimestre de 2021 , que confirmou receitas de R$ 768 milhões do Flamengo no período, o clube também detalhou os investimentos feitos em David Luiz, Andreas Pereiras e Kenedy, reforços no segundo semestre, e os valores das vendas de Gerson, Natan e Rodrigo Muniz.

As vendas do trio, realizadas em junho e agosto, renderão aos cofres rubro-negros R$ 197 milhões 746 mil, mas o pagamento será parcelado até 2023 – confira os detalhes abaixo. Já os gastos com as chegadas de Andreas Pereira e Kenedy, por empréstimo, e David Luiz (sem clube) somaram R$ 4,77 milhões.

QUASE R$ 200 MILHÕES EM VENDAS

Gerson – O meia foi vendido ao Olympique Marseille, da França, por 20,5 milhões de euros em 6 de junho de 2021. Com a cotação da época, o valor é equivalente a R$ 126 milhões e 259 mil. O Flamengo ainda tem a receber 15,2 milhões de euros, em parcelas que não tiveram datas reveladas.

Rodrigo Muniz – O atacante foi vendido ao Fulham, da Inglaterra, por 8 milhões de euros em 12 de agosto de 2021. Com a cotação da época, o valor é equivalente a R$ 49 milhões e 344 mil. O Flamengo ainda tem a receber uma parcela de R$ 24,5 milhões, com vencimento em 8 de agosto de 2022.

Nathan – O zagueiro foi vendido ao Red Bull Baragantino por R$ 22 milhões e 143 mil em 26 de agosto de 2021. O Flamengo tem a receber o valor integral em três parcelas: R$ 11,407 milhões a vencer em 8 de janeiro de 2022; R$ 5,368 milhões a receber em 8 de julho de 2022; e R$ 5,368 milhões a receber em 8 de janeiro de 2023.

MENOS DE R$ 5 MILHÕES POR TRIO DA PREMIER LEAGUE

Andreas Pereira – O meia chegou por empréstimo sem custos do Manchester United, da Inglaterra. No demonstrativo financeiro, consta apenas o valor de R$ 852 mil gastos na comissão de empresários.

David Luiz – O zagueiro, que estava sem clube, chegou sem custos ao Flamengo. No demonstrativo financeiro, consta apenas o valor de R$ 817 mil gastos na comissão de empresários.

Kenedy – O atacante chegou por empréstimo do Chelsea, da Inglatera, por R$ 3 milhões e 101 mil.

Fonte: Lancenet

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo