Flamengo está a dois jogos do título da Libertadores. Tem que poupar, sim, diz RMP
Siga nas redes sociais

Futebol

Flamengo está a dois jogos do título da Libertadores. Tem que poupar, sim, diz RMP

Publicado

em

51521393311 560da07ea8 k

Usando um time misto, o Flamengo empatou por 1 a 1 com o América-MG neste domingo (26), pela 22ª rodada do Brasileirão. De olho na partida de volta das semifinais da Libertadores contra o Barcelona-EQU na próxima quarta (29), Renato Gaúcho poupou alguns jogadores para a partida em Belo Horizonte. A estratégia, porém, divide a torcida rubro-negra.

No Fim de Papo , live pós-rodada do UOL Esporte – com os jornalistas Isabella Ayami, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e Rodolfo Rodrigues – os comentaristas analisaram a escolha do treinador por mandar a campo um time com alguns reservas. Para Renato, a estratégia do seu xará foi correta, mas a equipe poderia ter apresentado um futebol melhor diante do Coelho.

“Está surgindo uma polêmica enorme sobre a escalação do time. O Flamengo está a dois jogos do título da Libertadores. Não vai poupar? Tem que poupar, sim. Bota o Arrascaeta [contra o América-MG], daí ele sente o músculo. Esse time sem o Arrascaeta perde metade do viço. Bota o Gabigol, aí ele machuca, O Everton Ribeiro já estava sentindo desde o jogo contra o Grêmio. Por poupar, eu não vou criticar o Renato. Eu também pouparia”, disse, defendendo a escolha do treinador.

Para Marluci, a partida contra o América-MG era uma oportunidade importante para o Fla na luta pelo título do Brasileirão. Por isso, ela até defende a tática de poupar o elenco, mas sem deixar de contar com nomes importantes no banco para uma eventualidade. “O Renato Gaúcho tem razão quando critica os críticos, que questionam o fato de ele poupar jogador. Realmente, ele sabe quem está desgastado. Só que eu teria feito um banco melhor. Acho que era um jogo muito sério, justamente por ser teoricamente fácil para o Flamengo, que tem um elenco muito melhor”, opinou.

Rodrigues concorda. “Pelos resultados de ontem e pelo adversário fraco, o Flamengo poderia ter colocado outros jogadores no segundo tempo. Se tivesse Gabigol e Everton Ribeiro, poderia colocá-los nos últimos 15 minutos para tentar buscar o gol. Se tivesse com uma força um pouco maior, poderia voltar com os três pontos. O Flamengo tem uma boa vantagem contra o Barcelona-EQU [venceu por 2 a 0 no Maracanã] e não acho que seja um jogo tão complicado assim. Vimos no jogo de ida que não é lá essas coisas. Poderia forçar um pouco mais hoje”, apontou o colunista.

Se apoiou a opção do técnico em poupar algumas das estrelas da equipe, Renato o criticou por outros motivos. “Agora, com esse time, poderia ter feito coisa melhor. A equipe reserva do Flamengo é muito melhor que a titular do América-MG. Aí sim o Renato errou. Ele está cada vez mais tentando transformar o Flamengo em um time reativo. Não sei nem se já pensando em uma final com o Atlético-MG, que vai vir para cima furiosamente, assim como faz com todo mundo. Nesse caso, o Fla partiria para a trocação e se fechando um pouco mais para explorar os contra-ataques com Bruno Henrique e Gabigol. Mas hoje não era jogo para isso”, analisou.

O rótulo carregado por Renato Gaúcho, de deixar o Brasileirão de lado em detrimento das copas, foi lembrado por Rodolfo como motivo de desconfiança por parte da torcida rubro-negra. “O Flamengo fugiu bastante de suas características, de marcar sobre pressão, trocar passes rápidos. Se o Renato conseguisse colocar alguns outros jogadores, talvez pudesse dar uma bela melhorada. Tem os dois lados. Não poderia arriscar e perder Diego Alves, Filipe Luis, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Gabigol. Hoje ainda colocou o Bruno Henrique, que correu bastante. O Renato tem esse histórico de abrir mão do Brasileirão e priorizar as copas. Sempre que ele fizer isso no Flamengo todo mundo vai questionar”, finalizou, citando uma característica que marcou a passagem do treinador pelo Grêmio.

Fonte: Uol

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Futebol

Bastidores da demissão: Além do vice na Libertadores, comportamento e falta de profundidade tática nos treinos desgastou passagem de Renato Gaúcho pelo Flamengo

Publicado

em

image processing20200201 29235 yt88l8

A passagem de Renato Gaúcho pelo Flamengo durou pouco mais de quatro meses, mas bem antes do divórcio o trabalho do treinador começou a ser contestado dentro do clube. Determinadas posturas no dia a dia incomodaram jogadores, integrantes da comissão técnica e dirigentes.

Ídolo com estátua no Grêmio, seu clube anterior, Renato chegou ao Flamengo sem mudar algumas atitudes que tomava em Porto Alegre e não lhe causavam problemas. No Ninho do Urubu, porém, a história foi diferente. Quando os titulares ganhavam folga, por exemplo, era comum o treinador não comparecer ao CT.

– Hoje ele se deu folga – era o comentário mais ouvido entre funcionários do Ninho nesses dias.

Renato no jogo contra o Grêmio: ausência em treino dos titulares no mesmo dia causou irritação — Foto: Maxi Franzoi/AGIF

Renato no jogo contra o Grêmio: ausência em treino dos titulares no mesmo dia causou irritação — Foto: Maxi Franzoi/AGIF

Já no primeiro mês de trabalho de Renato, quando o Flamengo enfileirava goleadas, a ausência do treinador na viagem a Natal para o jogo de volta contra o ABC, pela Copa do Brasil, foi mal recebida por alguns no Ninho. Na ocasião, ele recebeu autorização do vice de futebol do clube, Marcos Braz, para permanecer no Rio com os titulares.

Além de ocasiões pontuais como os treinos e a ausência em Natal, um ponto causou incômodo constante, principalmente entre os jogadores: a falta de detalhamento tático nas atividades. A maior parte dos treinos consistia em pequenos jogos, com menos de 11 jogadores em cada time, fossem nove contra nove, oito contra oito ou sete contra sete.

No dia a dia, a relação dos jogadores com Renato era consideravelmente melhor do que com seu antecessor, Rogério Ceni. “Gente boa” é uma expressão ouvida frequentemente no Ninho para definir o treinador que deixou o Flamengo nesta segunda. Mas a questão tática irritava boa parte do elenco.

– A gente consegue resolver jogos pela qualidade do time, mas tem momentos em que a gente precisa de um técnico indicando caminhos – disse um jogador.

Jogadores do Flamengo se irritaram com falta de profundidade tática dos treinos de Renato — Foto:  Pedro H. Tesch/AGIF

Jogadores do Flamengo se irritaram com falta de profundidade tática dos treinos de Renato — Foto: Pedro H. Tesch/AGIF

Já na reta final do trabalho, um episódio foi considerado a gota d’água, que dificultaria a permanência de Renato mesmo em caso de título da Libertadores: a ausência do técnico no treino que os titulares fizeram em Porto Alegre quatro dias antes da final contra o Palmeiras.

No mesmo dia, os reservas rubro-negros enfrentaram o Grêmio à noite, e Renato preferiu não comandar a atividade dos titulares. Se no início as críticas a esse tipo de comportamento ainda eram mais restritas em razão dos resultados, nesse caso a rejeição foi quase unânime e pavimentou a decisão pelo fim da passagem do treinador pelo Flamengo.

Quando Néstor Pitana apitou o fim da prorrogação da final da Libertadores, os envolvidos no futebol rubro-negro sabiam que não havia clima para Renato comandar mais um jogo sequer. O anúncio foi feito nesta segunda, e Maurício Souza será o técnico do Flamengo até o fim do Brasileiro.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Futebol

Flamengo planeja reformulação geral em setores do futebol para 2022

Publicado

em

landim

A derrota na final da Libertadores deverá confirmar uma grande reformulação no Flamengo para 2022. O técnico Renato Gaúcho não deve permanecer e pode sair até mesmo antes do fim do Brasileiro, porém, as mudanças não devem parar por aí. O clube carioca deverá passar por uma verdadeira mudança que inclui jogadores e também profissionais que fazem parte do futebol do Rubro-Negro há algum tempo.

Entre os jogadores, há pelo menos cinco que não devem continuar para a próxima temporada. O zagueiro Bruno Viana, que pertence ao Braga, e não deverá ter seu vínculo renovado. O goleiro César que deve ser negociado, além do volante Piris da Motta e do lateral-direito Rodinei. O jovem João Gomes, de 21 anos, também tem chances de ser negociado pelo clube carioca.

Além dessas saídas, o Flamengo também deverá ir ao mercado e fazer contratações. O clube carioca entende que precisa se reforçar com um goleiro e também com meia, para ser uma espécie de “sombra” para Arrascaeta. A contratação de um lateral-direito também não está descartada pelo Rubro-Negro.

Porém, a reformulação não vai passar apenas por mudanças no elenco. De acordo com informações do portal “UOL”, a preparação física e o departamento médico do Flamengo, que receberam muitas críticas na temporada, podem sofrer mudanças. Lembrando que o clube irá passar por eleições no próximo mês e o atual presidente Rodolfo Landim é o favorito para ser reeleito.

Fonte: O Dia

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Futebol

Diretoria do Flamengo avalia demissão de Renato Gaúcho

Publicado

em

61a299f073c41

Renato Portaluppi, que já vem sendo muito pressionado pela torcida do Flamengo há alguns jogos, pode deixar o comando técnico do clube a qualquer momento após o vice-campeonato na Libertadores, diante do Palmeiras.

Conforme apurado pela reportagem da TNT Sports, o treinador, que tem contrato até o fim deste ano, não permanecerá no Rubro-Negro para a próxima temporada e pode ser que chegue a não cumprir o contrato.

Nos bastidores do Flamengo, ainda de acordo com a apuração da TNT Sports , é discutida a possibilidade de Renato não estar à frente da equipe já na próxima terça-feira (30), diante do Ceará, jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico chegou ao time carioca em julho, horas depois da demissão de Rogério Ceni. No contrato, há uma cláusula de renovação automática caso Rodolfo Landim seja reeleito presidente do clube.

Fonte: TNT Sports

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo