Negociação com grandes europeus reforça poderio do Flamengo no mercado
Siga nas redes sociais

Mercado de Transferências

Negociação com grandes europeus reforça poderio do Flamengo no mercado

Publicado

em

polticaflamengo

Com o atacante Kenedy já anunciado e um acordo alinhado com o meia Andreas Pereira, jogadores da primeira divisão da Inglaterra, o Flamengo reforça seu poderio na janela de transferência. E há ainda a análise de nomes no mercado europeu para anabolizar o elenco. Com o mandato em reta final — a eleição presidencial acontece no fim do ano —, a gestão encabeçada por Rodolfo Landim busca os “100% de aproveitamento” nas contratações.

Kenedy chegou por empréstimo do Chelsea, enquanto Andreas estava no Manchester United , clubes considerados de primeira prateleira no Velho Continente. Apesar de contratações vindas do outro lado do Atlântico não serem novidades, o fato de acertar com jogadores em idades ainda com “lenha para queimar” e que estavam em clubes grandes daquela que é apontada como principal liga de futebol do mundo fizeram o Rubro-Negro subir um degrau.

 

Além dos já citados, a diretoria tem na mira Thiago Mendes, do Lyon, da França. Mesmo com alguns obstáculos, os dirigentes rubro-negros ainda não jogaram a toalha na luta para conseguir um acerto. E há no radar também a contratação de um zagueiro, que virá da Europa — os cartolas namoraram Lyanco, do Torino, e sondaram a situação de Robson Bambu, do Nice, mas os negócios são improváveis.

Ainda tem um outro fator: guardada às devidas proporções, pode-se fazer quase que um paralelo com o efeito que o Fla teve com Gerson, em 2019 . À época, o meia pertencia à Roma, da Itália, estava emprestado à Fiorentina, do mesmo país, e chegou ao Brasil ainda envolto a algumas dúvidas, mas se tornou essencial em uma equipe que empilhou títulos desde então.

 

Kenedy foi anunciado como reforço do Flamengo - Reprodução - Reprodução

Imagem: Reprodução

 

Assim como o ex-camisa 8, Kenedy também foi revelado pelo Fluminense onde, inclusive, trabalhou com Renato Gaúcho. Já Andreas, que nasceu na Bélgica e tem pais brasileiros, chegou ao Manchester United ainda no sub-17 e está prestes a ter a primeira vivência no futebol brasileiro.

“É difícil falar que não tem mais espaço no grupo. Independentemente do elenco, todo reforço é bem-vindo. Quanto mais forte o grupo, mais chance teremos de conquistar. O Kenedy vai ser muito bem-vindo, conheço de 2014 no Fluminense, estava na Europa e tem muita qualidade”, disse o treinador rubro-negro.

Gerson foi vendido ao Olympique de Marselha, da França , em junho deste ano, em transação que pode render um total de 30 milhões de euros (cerca de R$ 190 milhões) caso o atleta atinja metas estipuladas.

Desde 2019, quando Landim assumiu, o clube acertou com alguns reforços que, na ocasião, atuavam na Europa: Gerson, Filipe Luis, Rafinha, Pedro, Isla, Thiago Maia e Bruno Viana. Além disso, tiveram os técnicos Jorge Jesus, português, e Domenec Torrent, espanhol.

Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Fonte: Uol

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Mercado de Transferências

Paulo Sousa quer contratação de volante chileno da Fiorentina para o Flamengo

Publicado

em

i

De acordo o site italiano Calciomercato , o técnico português Paulo Sousa recomendou ao Flamengo a contratação do volante chileno Erick Pulgar, que atua na Fiorentina.

Sabe-se que o treinador já fez sua lista de pedidos à diretoria e quer uma opção no meio-campo.

Pulgar, 28 anos, só atuou por oito partidas na atual temporada.

No Flamengo, Paulo Sousa tem para a função nomes como Arão, Thiago Maia e João Gomes. Mais adiantados, Éverton Ribeiro e Arrascaeta, além de jovens da base como Lázaro.

Fonte: Extra

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Mercado de Transferências

Zagueiro será o primeiro à deixar o Flamengo em 2022; Clube não aceita proposta por Rodinei

Publicado

em

viana crop1625063721662.jpg 242310155

Bruno Viana é o primeiro jogador do elenco do Flamengo a ter a saída definida para 2022.

O zagueiro não terá o empréstimo renovado nem a opção de compra exercida.

Com vínculo junto ao Braga, de Portugal, tem ofertas da Espanha.

O jogador chegou no começo de 2021 e não conseguiu se firmar.

Com isso, abre espaço para a chegada de um zagueiro.

A diretoria do Flamengo foca no novo treinador, mas também já rechaçou a investida pelo lateral Rodinei.

O Charlotte FC, equipe da Major League Soccer (MLS), apresentou uma proposta de dois anos de contrato, mas os valores iniciais não agradaram ao Flamengo. O clube carioca quer R$ 5,5 milhões pelo jogador.

O contrato do lateral com o clube carioca vai até dezembro de 2022.

Outras saídas em pauta

Outro jogador perto do fim do vínculo é o goleiro César, que se recuperou de uma cirurgia e ficou se atuar nesta temporada. O contrato acaba em abril de 2022 e ele será liberado.

Em 2022, uma série de jogadores do elenco atual têm suas situações a definir.

Os empréstimos de Thiago Maia, Andreas e Kenedy acabam no meio do ano.

Ainda não se sabe se o trio permanecerá, pois o valor de compra é elevado.

No fim da temporada 2022, os contratos de Vitinho, Piris da Motta, Renê e Rodinei se encerram.

Seis meses antes eles já poderão assinar pré-contrato com outros clubes e saírem de graça.

Valorizado após temporada 2021 de destaque, Vitinho é quem tem mais chance de renovar.

A renovção de Arrascaeta, cujo contrato vence apenas em 2023, é a que está na pauta do dia até o fim do ano. Ele deve assinar até 2026 e ter reajuste salarial.

Fonte: Extra

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Mercado de Transferências

Jorge Jesus é o nome favorito da diretoria para assumir o Flamengo

Publicado

em

jorge jesus.jpg 949353564

Depois de curar a ressaca após a derrota para o Palmeiras na final da Copa Libertadores, a diretoria do Flamengo começa a mapear o mercado em busca de um treinador para 2022. Conforme trouxe a Goal, o time carioca tem alguns nomes na lista como Gallardo, Villas-Boas e Jorge Jesus, mas ainda não há avanço com ninguém.

Há um consenso de que qualquer coisa só vai avançar depois das eleições, que acontecem neste sábado (04), na sede do clube, no Rio de Janeiro. A reeleição de Landim está muito bem encaminhada, mas a ideia é, antes de tudo, oficializar a vitória no pleito.

Dentro da diretoria e com a própria torcida existe um nome preferido. Trata-se de Jorge Jesus. O português, que conquistou a Libertadores e o Brasileirão em 2019, teve seu nome gritado no Maracanã durante a vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, na última terça-feira (30) e não saí da cabeça dos rubro-negros.

O entendimento, no entanto, é que um retorno imediato é complicado. Jorge Jesus pretende terminar o contrato com o Benfica, que termina em junho de 2022 e só depois disso avaliar o próximo passo na carreira. Ele até se mostra interessado num retorno ao futebol brasileiro, mas neste momento, quer muito mais seguir disputando a Champions League.

O Benfica é o terceiro colocado no grupo E com cinco pontos. Na próxima e última rodada da fase de grupos, enfrenta o Dínamo de Kiev, enquanto o Barcelona, segundo colocado com sete pontos, encara o Bayern de Munique. Para garantir a classificação, JJ vai precisar secar o time de Xavi e fazer sua parte no estádio da Luz.

Ainda que não consiga garantir a classificação, um pedido de demissão de Jorge Jesus no Benfica é muito improvável. Fontes ligadas à Goal garantem que o português só deixa o clube se for mandado embora. O Flamengo, por sua vez, tem pressa.

A diretoria rubro-negra entende que não pode esperar até o meio do ano, uma vez que a temporada será espremida por conta da Copa do Mundo, que começa no final de novembro. Há muito em jogo já no primeiro semestre e se o português tiver o interesse em voltar, terá que fazer com o Benfica o que fez com o Flamengo em 2020, deixar o clube no meio da temporada.

Outra situação que os dirigentes do Flamengo precisarão avaliar é o desejo de Jorge Jesus em dirigir a seleção brasileira. O treinador não esconde que tem dois grandes objetivos hoje na carreira, disputar um Mundial de Clubes novamente e dirigir o Brasil.

A diretoria rubro-negra, no entanto, quer um treinador que fique pelo menos duas temporadas no clube e teme que Jesus deixe a equipe depois de seis meses para assumir a Canarinho.

Fonte: Goal

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo