Os torcedores rubro-negros que assistiram a vitória do Paços de Ferreira sobre o Tottenham na última quinta-feira, no jogo de ida da terceira e última etapa prévia da Conference League, novo torneio da Uefa, certamente acharam o autor do único gol da partida um tanto quanto ”familiar”.

Isto porque o responsável pelo triunfo dos portugues foi o atacante Lucas Silva, revelado no Flamengo . O garoto, hoje com 23 anos, deixou a Gávea em agosto de 2020 para assinar contrato com o Paços por três temporadas.

No clube rubro-negro, ele subiu ao profissional em 2018 e ganhou oportunidade entre os titulares graças a Jorge Jesus, hoje técnico do Benfica , que resolveu apostar na até então promessa. Um ano depois, disputou 16 partidas e integrou o elenco na conquista da Conmebol Libertadores , do Campeonato Brasileiro e do Campeonato Carioca .

Em 2020, no entanto, o garoto do Ninho perdeu espaço e atuou em apenas quatro jogos, todos pelo Carioca, onde marcou um gol contra o Vasco da Gama . Antes de fechar com o Paços de Ferreira, recebeu sondagens do Gil Vicente e do Feirense , também de Portugal, e do Atlético-GO .

O jovem, que tinha contrato até dezembro daquele ano, acabou sendo liberado de graça, mas no acordo a diretoria rubro-negra ainda manteve 30% dos direitos econômicos para negociações futuras.

Nesta temporada, além de ter marcado contra os Spurs e ter deixado seu time a um empate da fase da grupos da Conference League, o atacante também foi destaque da estreia do Campeonato Português . Ele balançou as redes na vitória diante do Famalicão por 2 a 0 e foi eleito o melhor jogador em campo.