Nesta quarta-feira (18), o Flamengo enfrenta o Olimpia, pelo jogo da volta das quartas de final da Libertadores, às 19h15, no Mané Garrincha. Sem o lateral-direito Isla, o técnico Renato Gaúcho deve escalar Matheuzinho para substituir o jogador.
O chileno sentiu dores no músculo posterior direito da coxa direita e, mesmo tendo realizado exames médicos e não detectado lesão, apresentaram sinais de fadiga muscular. Além dele, Rodinei é opção no banco de reservas.
Os desfalques seguem com o zagueiro Rodrigo Caio e Gustavo Henrique, o lateral-esquerdo Renê e o volante Thiago Maia. Entre os quatro jogadores, apenas Rodrigo Caio faz trabalho de reequilíbrio muscular, enquanto os outros se recuperam da Covid-19, com exceção de Renê que voltou recentemente aos treinos.
O Olimpia viajará sem o técnico uruguaio Sérgio Orteman, que pediu demissão após a derrota no clássico contra o Cerro Porteño, no último sábado. A diretoria estaria planejando entregar o comando ao Celso Ayala, mas o interino Enrique Landaida, técnico das divisões de base, comandará a equipe contra o Flamengo, nesta quarta-feira.
Além da ausência da comissão técnica, o clube paraguaio não terá a presença do atacante Isidro Pitta, vendido para o Huesca, da Espanha, e já não atua contra o Rubro-Negro, no Mané Garrincha. O clube paraguaio, inclusive, já se despediu do atleta em suas redes sociais.
Para ultrapassar o Flamengo, o Olimpia precisa vencer por quatro gols de diferença ou três a partir de 5 a 2. No caso de inversão de placar, baseando-se no 4 a 1, sofrido no Paraguai, a decisão será encaminhada aos pênaltis para decidir a vaga nas semifinais da Libertadores. Por outro lado, o Rubro-Negro chega com uma gordura no placar, além do mando de campo, no Mané Garrincha. Com público, aproximadamente foram vendidos 10 mil ingressos.
Para efetuar a compra, o torcedor deverá ter tomado as duas doses de uma das vacinas aprovadas em território nacional, ou a dose única, em casos indicados pelos fabricantes, até o dia 03/08/2021, ou apresentando resultado negativo do exame RT-PCR, realizado a partir das 19h15 do dia 15 (domingo passado).