A empresa vai estampar a marca nas costas da camisa, local ocupado pela MRV no ano passado e que teve a Amazon eventualmente na Supercopa do Brasil contra o Palmeiras. O Mercado Livre venceu a concorrência com a própria empresa norte-americana.

De acordo com a apuração do ESPN.com.br , o tempo de contrato pesou bastante. Enquanto a Amazon negociava para um vínculo até o fim do ano, o Mercado Livre firmou uma proposta por mais tempo, com término marcado para dezembro de 2022.

Anteriormente, a MRV pagava ao Flamengo cerca de R$ 10 milhões por ano. E o presidente Rodolfo Landim falou sobre o novo acordo do Flamengo para a sequência da temporada e vibrou com a parceria.

“Ter uma marca como esta investindo no futebol brasileiro é algo muito positivo e mostra a força do nosso mercado. Temos certeza que esta nossa união trará um ótimo resultado para os dois lados e, principalmente, ajudará a dar ainda mais alegrias para a Nação Rubro-negra. Vamos seguindo adiante para fazer o nosso Flamengo ainda mais forte e vencedor”, disse o presidente.