Ceni expõe erro crasso de Domènec
Siga nas redes sociais

Futebol

Ceni expõe erro crasso de Domènec

Publicado

em

imagem 2020 11 21 223928

Rogério Ceni pode não dar certo no Flamengo. A ótima atuação na maior parte do jogo contra o frágil Coritiba tampouco é garantia suficiente de que o rubro-negro reencontrou o futebol que o levou à conquista de cinco títulos, entre eles o Brasileiro e a Libertadores.

Uma coisa, porém, se torna evidente. O erro colossal, piramidal mesmo, pode-se dizer, cometido pelo catalão Domènec Torrent, ao querer modificar imediata e radicalmente o modo de jogar de um time que encantara o país em 2019 e, por que não dizer, nos meses iniciais de 2020, pré-pandemia.

Com Ceni resgatando o esquema tático de Jorge Jesus (que ele faz questão de ressaltar, também já era o seu, no início do trabalho no Fortaleza), o Flamengo teve três tropeços iniciais sob o seu comando mas, notadamente nos primeiros tempos das partidas contra o São Paulo, já dava mostras de evolução, se comparado aos tempos do futebol de totó de Torrent.

Basicamente, o que fez Rogério? Recriou a dupla de atacantes (originalmente formada por Gabigol e Bruno Henrique) e deu aos meias, que teoricamente atuam pelos lados do campo, liberdade para se deslocar à vontade, chegando, em alguns momentos, a trocar de posição. Em suma: recuperou a alta rotatividade do time que desnorteava seus adversários, exatamente por essa intensa movimentação. Acabou aquela história de ficar guardando posição e esperar a bola chegar.

É claro que ter, novamente juntos, Arrascaeta e Éverton Ribeiro, como aconteceu contra o Coritiba, ajuda um bocado. Mas Dome, é importante recordar, contou com eles em várias partidas (no início, nem sequer os escalava ao mesmo tempo porque não queria) e o futebol não encantava. Bom treinador, sempre faço questão de repetir, é aquele que adapta o seu modo de jogar às características do elenco do clube que dirige. O próprio Rogério Ceni, ao comentar as similaridades entre o seu esquema e o de Jorge Jesus, explicou:

– No Fortaleza, pelos jogadores que eu tinha, meus homens de lado de campo atuavam abertos. Aqui, meus meias vêm por dentro.

É isso. As ideias têm que se adaptar ao elenco. Não o contrário. E Domènec nunca concordou com isso, repetindo, como num mantra, que tinha um esquema há 13 anos e não via o porquê de fazer qualquer adaptação. Mais ortodoxo (e, convenhamos, pouco inteligente) impossível.

Nem a propalada (e real) falta de tempo para treinar o absolve. Ao contrário, aumenta sua culpa, uma vez que uma mudança radical na forma de jogar exigiria exatamente o que ele não tinha: tempo para treinar. Mais um motivo para preservar, ao menos nesta temporada, a fórmula vencedora que recebeu de mão beijada. Bastava fazer o que Ceni tem feito: conversar com os jogadores e entender a forma de atuar na qual se sentem mais à vontade e, consequentemente, o futebol da equipe produz mais.

Contra o Racing, na Argentina, o Flamengo deverá ter novamente em campo, após muito tempo, o seu quarteto ofensivo mais talentoso: Arrascaeta, Éverton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique. A dupla de ataque ainda está longe da forma espetacular que a tornou tão decisiva nas principais conquistas, mas é capaz de fazer a diferença. O maior problema continua a ser a defesa, devastada por desfalques nos últimos jogos. Diante dos argentinos, entretanto, Isla e Filipe Luís, ao menos, estarão a postos nas laterais. Falta a volta de Rodrigo Caio.

No Brasileirão, a rodada do último final de semana foi extremamente favorável ao Mais Querido, que venceu e viu praticamente todos os seus adversários diretos na luta pelo título tropeçarem. A luta pelo topo da tabela está mais acirrada que nunca. Quem ainda pode desequilibrar a disputa pela ponta é o São Paulo, com seus três jogos adiados.

Mas, depois do medíocre empate com o Vasco, em pleno Morumbi, será capaz de somar, nestas três partidas, os pontos necessários para disparar? E o trabalho de Fernando Diniz, antes tão criticado, continuará a ser incensado, após os três triunfos contra o (esfacelado) rubro-negro carioca?

A conferir…

Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Fonte: Uol

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Futebol

Renato Gaúcho se irrita com questionamento: “Isso tudo por causa de uma derrota?”

Publicado

em

51494274741 8c4f052c7f k

Após a derrota para o Grêmio neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, se sentiu incomodado por uma pergunta sobre a postura do time na defesa.

Questionado a respeito da marcação baixa do Rubro-Negro no Maracanã, o treinador reclamou: “Nossa Senhora! Isso tudo por causa de uma derrota? A gente vai perder mais jogos”.

“A cada três dias a gente tem uma decisão. Então, quando a gente ganha está tudo bem, e quando a gente perde uma partida está tudo errado? Não está tudo errado não”.

Renato Gaúcho se disse satisfeito com o comportamento do Flamengo sem a posse de bola e elogiou o Grêmio.

“Nossa marcação continua alta. Agora, tem horas que o adversário consegue fugir. Todo mundo estuda a equipe do Flamengo. Tem horas que eles vão escapar. A gente treina marcação alta, mas o adversário tem qualidade. Nós não vamos pressionar o tempo todo e ganhar todas as bolas do adversário”.

“Tem horas que o adversário vai escapar e, quando escapar, é óbvio que tem que baixar as linhas. Todo mundo tem que voltar para marcar, se não ficam cinco defendendo e cinco atacando. É difícil explicar tudo centímetro por centímetro, metro por metro, para todo mundo. Mas pode ter certeza: a gente treina e eu estou muito satisfeito quanto a isso”, finalizou.

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira (22), quando recebe o Barcelona de Guayaquil pelas semifinais da Conmebol Libertadores com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+. A volta será uma semana depois, no dia 29, no Equador.

Fonte: Espn

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Futebol

Renato minimiza derrota para o Grêmio, vê méritos do rival e explica saída de Everton Ribeiro

Publicado

em

51495435725 463d71ac8e k

Neste domingo, no Maracanã, o Flamengo não repetiu o bom desempenho que vinha tendo sob o comando de Renato Gaúcho e foi derrotado pelo Grêmio por 1 a 0, na 21ª rodada do Brasileirão. Após o jogo – que deixou o time mais longe de Atlético-MG e Palmeiras na tabela -, o treinador buscou dar as explicações.

– Nem sempre vamos desempenhar o futebol que sabemos. No outro jogo, estivemos da mesma forma e vencemos. Digo isso desde o primeiro dia. Todos jogam uma Copa do Mundo contra o Flamengo. Todos querem tirar pontos de nós. É o segundo jogo sob meu comando que não fazemos gol. É uma decisão a cada jogo, não faltou luta. Todos se entregaram, mas sabíamos que seria difícil. O Grêmio se doou, correu e foi mais feliz fazendo o gol nos acréscimos do primeiro tempo – afirmou o técnico do Flamengo, ainda no Maracanã.

Agora, o Flamengo volta as suas atenções para a disputa da semifinal da Copa Libertadores. Na quarta-feira, no Maracanã, recebe o Barcelona de Guayaquil  (EQU) no jogo de ida. A volta será em 29 de setembro, no Estádio Monumental.

De acordo com o treinador, algumas opções feitas neste domingo já foram pensando na partida de quarta, como a substituição de Everton Ribeiro e a entrada de Bruno Henrique, que voltou a atuar pelo time após três semanas.

– O treinador sempre procura o melhor para a equipe. Estávamos perdendo o jogo, coloquei o Bruno já como um teste para quarta. Deixamos Pedro e Gabi para empurrar a zaga. Eu não gosto de tirar o Everton, mas as pessoas não entendem e não têm acesso. O Everton não era nem para ter jogado. Está com um problema na perna. Disse que poderia jogar 45, mais, no máximo, mais alguns minutos. Colocamos porque é sempre uma decisão. E é por isso que saiu. Tem um jogo decisivo na quarta-feira. Temos problemas com Arrascaeta, com o Filipe. Por isso foi substituído naquele momento. Já estava combinado.

Fonte: Lancenet

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo

Futebol

De forma apática, Flamengo perde para o Grêmio no Maracanã e dá adeus a boa sequência

Publicado

em

51494882909 a2ea425787 k

Flamengo levou a pior no reencontro com o Grêmio , após eliminar o rival na Copa do Brasil. Neste domingo, o clube gaúcho encaixou a armadilha e venceu por 1 a 0, no Maracanã, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Grêmio negou os espaços ao Flamengo e se fechou bem. Sem inspiração, o clube carioca não se criou e viu a invencibilidade cair. Eram oito jogos invictos – sete vitórias e um empate. Esta foi a segunda derrota de Renato Gaúcho à frente do Fla. Curiosamente, a segunda no Maraca para um clube gaúcho no Brasileiro – havia perdido para o Internacional.

Com a derrota, o Flamengo vê a vantagem para o líder Atlético-MG aumentar para 11 pontos (o clube carioca tem dois jogos a menos em relação ao rival mineiro). O Rubro-Negro está na terceira colocação, com 34 pontos em 18 partidas. Já o Grêmio consegue uma vitória importante na luta para fugir do Z-4. O Tricolor Gaúcho tem 22 pontos em 19 jogos e está no 17º lugar.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Flamengo enfrenta o América-MG, no domingo, às 11h (de Brasília), no Independência. Antes, porém, o clube carioca começa a decidir uma vaga para a final da Libertadores. Nesta quarta-feira, o Flamengo recebe o Barcelona de Guayaquil, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, pelo jogo de ida da semifinal. Já o Grêmio volta a campo, pelo Brasileiro, no domingo e visita o Athletico-PR, na Arena da Baixada, às 18h15 (de Brasília).

O técnico Renato Gaúcho não pôde contar com Filipe Luís, Diego e Arrascaeta. David Luiz ainda não foi relacionado, enquanto Kenedy ficou como opção pela primeira vez e fez a estreia na etapa final. Bruno Henrique, recuperado de lesão, voltou a ficar à disposição e entrou no segundo tempo.

O clima ficou tenso. Borja, que provocou após o gol, e Gabigol se estranharam na saída para o intervalo. No túnel que leva aos vestiários, mais conversa entre os jogadores dos dois times.

O Grêmio precisou mudar logo no começo do segundo tempo. Gabriel Chapecó se chocou com Ruan e deu lugar a Brenno. O Flamengo não conseguia acelerar o jogo e superar a marcação rival. Renato Gaúcho, então, fez alterações. Ele colocou Bruno Henrique e Pedro. Saíram Everton Ribeiro e Vitinho.

O panorama não mudou. Renato promoveu a estreia de Kenedy e também colocou Matheuzinho. Saíram Michael e Isla. De nada adiantou. O Flamengo não conseguiu criar nada na etapa final.

Nos acréscimos, o VAR recomendou revisão em lance de mão de Léo Pereira na área. Pênalti. Borja bateu, aos 52, mas Diego Alves pegou. Entretanto, o clube gaúcho ficou com a vitória.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 0X1 GRÊMIO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data: 19/09/2021, domingo

Horário: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

VAR: Braulio da Silva Machado (SC)

Cartão amarelo: Borja, Thiago Santos, Vanderson e Mateus Sarará (Grêmio) e Isla, Bruno Henrique e Rodrigo Caio (Flamengo)

Gol:

Flamengo: 

Grêmio: Borja, aos 47′ do 1ºT

FLAMENGO: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Andreas Pereira (Thiago Maia), Everton Ribeiro (Bruno Henrique) e Vitinho (Pedro); Michael (Kenedy) e Gabigol

Técnico: Renato Gaúcho

GRÊMIO: Gabriel Chapecó (Brenno); Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha (Cortez); Thiago Santos, Villasanti e Lucas Silva (Mateus Sarará); Alisson (Diogo Barbosa), Ferreira (Léo Pereira) e Borja

Técnico: Felipão

Fonte: Espn

Gostou da notícia?

Então, nos siga em todas nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Mengão!

Continue lendo




WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com